Notícia


Política
Fonte: g1 - Fonte:

Temer viaja ao Rio nesta sexta para assistir à abertura da Olimpíada


Presidente em exercício embarcará para a cidade na manhã desta sexta. À tarde, ele receberá chefes de Estado e de governo no Palácio Itamaraty. O presidente da República em exercício, Michel Temer, viajará ao Rio de Janeiro nesta sexta-feira (5) para assistir, no estádio do Maracanã, à cerimônia de abertura da Olimpíada. Caberá ao presidente em exercício declarar a Olimpíada oficialmente aberta. A previsão é que Temer embarque na Base Aérea de Brasília em direção ao Rio por volta das 10h – ele deverá chegar na cidade sede da Olimpíada por volta das 11h30. Acompanhado da mulher, Marcela, Temer passará a tarde em uma residência da Marinha, segundo a assessoria. Para o período da tarde, estão previstos na agenda do presidente em exercício encontros com cerca de 45 chefes de Estado e de governo no Palácio Itamaraty, antiga sede do Ministério das Relações Exteriores, no centro da cidade. Entre as autoridades internacionais que serão recebidas por Temer estão os presidentes da França, François Hollande, da Argentina, Maurício Macri, e o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi. Caberá ao chanceler brasileiro, José Serra, se reunir com o secretário de Estado dos EUA, John Kerry. A reunião, também no Itamaraty, ocorrerá no Salão Rio Branco, o principal do palácio, no qual estão obras de arte como a pintura Pax et Concordia, de Pedro Américo, de 1902. Pela programação informada pela Secretaria de Imprensa, Temer deverá permanecer no Palácio Itamaraty até por volta das 19h30, quando se deslocará em um comboio oficial para o estádio do Maracanã. Conforme a assessoria, o presidente em exercício deixará o Maracanã somente após a cerimônia e seguirá para a Base Aérea Militar, onde embarcará de volta para Brasília. Vaias Na semana passada, em entrevista ao Grupo RBS, Temer falou sobre eventuais vaias a ele durante a cerimônia no Maracanã. Aos jornalistas, o peemedebista disse estar “preparadíssimo” para ser vaiado na abertura da Olimpíada. “Estou preparadíssimo para as vaias. No Maracanã, como dizia o Nelson Rodrigues, se vaia até minuto de silêncio. Estou preparadíssimo, não tenho a menor dúvida disso. E tenho de cumprir esse dever institucional. Aliás, eu soube que os ex-presidentes nem vão. A brincadeira é que eles estão reservando as vaias só para o presidente”, afirmou Temer. Nas cerimônias de abertura da Copa do Mundo, em 2014, e da Copa das Confederações, em 2013, a presidente afastada Dilma Rousseff foi vaiada, assim como, em 2007, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ausência de Dilma Afastada do cargo em razão do processo de impeachment que enfrenta no Congresso Nacional, Dilma chegou a ser convidada pelo Comitê Organizador Local para a cerimônia de abertura da Olimpíada, mas não irá ao evento. Por estar afastada, Dilma não ficaria na tribuna de honra, na qual estarão Temer e os presidentes do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, e do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman. Desde as últimas semanas, a petista passou a dizer que havia decidido não ir ao evento esportivo porque não iria com “papel secundário” à cerimônia, uma vez que, segundo ela, foi “protagonista” na organização da Olimpíada. Além dela, também foram convidados os ex-presidentes vivos – Lula, Fernando Henrique Cardoso, Fernando Collor de Mello e José Sarney; nenhum deles deve ir.